domingo, 8 de março de 2009

Visita de Estudo da ADEPA - NO REINO DA PEDRA

No dia 27 de Fevereiro de 2009, realizámos uma visita de estudo da ADEPA: No Reino da Pedra. Esta visita foi orientada pelo técnico da ADEPA: Eduardo Barrento.
Saímos da escola às 9 horas e fomos directamente para Chiqueda.
Vimos uma dolina (gruta originada por efeitos de erosão provocada nos calcários pelas águas carregadas de dióxido de carbono).
No Casal do Rei, vimos uma casa rachada devido à sua construída perto de uma dolina. Junto a esta casa existe uma cisterna. Pensa-se que já é utilizada desde o século XVII.





Do outro lado da estrada, havia também uma outra cisterna melhorada. Esta cisterna tinha um dono mas toda a comunidade a podia utilizar mediante o pagamento, ou com trabalho ou com produtos.
Os nossos antepassados aproveitavam as primeiras chuvas para lavar a cisterna. Tiravam essa água com a ajuda de baldes e voltavam a encher a cisterna com água que iam buscar a Chiqueda, em carros de bois. Juntamente com essa água, colocavam peixes. Se os peixes não morressem, era sinal que a água era potável e podia ser consumida.



O sítio pelo qual a água ainda entra, tem um filtro para não deixar passar o lixo.




De seguida, fomos ver um Poço Medieval, na Ataíja de Cima.





Perto do poço havia também uma capela e várias oliveiras. Aproveitámos este espaço para descansar e lanchar.



Depois do descanso, entrámos no autocarro e fomos até à casa do Monge Lagareiro.
Só existem duas "casas" (lagares) como esta e com esta grandiosidade: uma, é em Portugal e, a outra, é em França.




A casa apresenta dois tipos de janelas: a janela do primeiro andar, correspondia ao lagar e arrecadação; a janela superior, era o piso onde vivia o monge.




Na parede exterior do lagar ainda é visível o brasão do monge. Este brasão tem alguns símbolos portugueses: os sete castelos e os cinco escudos.



As paredes do lagar eram feitas de calcário e argamaça (areia trazida da serra de Candeiros e bagaço resultante da moagem da azeitona).



Perto deste lagar, encontrámos um peso...



... e uma mó.






Daqui fomos para uma localidade chamada Casais de Santa Teresa. Vimos uma cisterna cosntruída de duas águas com uma profundidade de seis metros.









A alguns metros de distância, vimos outra cisterna construída mas, desta vez, em berço.

Por fim, fomos ver uma eira e regressámos à nossa escola às 12 horas e 30 minutos.

Algumas opiniões dos alunos sobre a visita:

"Eu gostei e não me importava de fazer esta visita novamente." - Joana G.

"Esta visita de estudo foi interessante mas gostava de ter visto as nascentes do rio Alcoa. Paciência! Estou a ansioso por lá voltar." - Pedro P.

"Eu gostei muito desta visita porque aprendi muitas coisas e gostava de ir lá novamente." - André

"Vi coisas fantásticas sobre o meu concelho." - Eduarda

Texto colectivo - alunos da Turma C

2 comentários:

mariaraimundo99 disse...

gostei imenso de ir a esta visita o senhor explicou as coisas muito bem.

joana disse...

adorei a visita!!!

Seguidores

Acerca de mim

A escola foi construída em 1963 e restaurada em 2003. É composta por dez turmas do 1º Ciclo que funcionam em regime duplo. No Jardim-de-infância, funcionam duas turmas. No total, são duzentos e sessenta alunos. A nossa escola tem uma biblioteca e um centro de recursos. Os alunos têm várias Actividades de Enriquecimento Curricular: Inglês, Música Actividade Física e Natação.